quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Cidade dos amaldiçoados- um dos filmes mais assutadores de John Carpenter

Cidade dos amaldiçoados- um dos filmes mais assutadores de John Carpenter


John Carpenter conseguiu produzir uma série de filmes que passaram a se tornar clássicos cult. Alguns deles (Halloween e O Coisa) estão entre os melhores filmes de terror de todos os tempos. Embora seja difícil argumentar que sua produção dos anos 90 não era tão impressionante, ele conseguiu a produzir À Beira da Loucura (In the Mouth of Madness).

O único filme de John Carpenter que é mais esquecido é a cidade dos Amaldiçoados de 1995 que é a reformulação do filme 1960 de mesmo nome baseado no romance de John Wyndham.


O filme de Carpenter gira em torno de uma pequena cidade americana isolada de Midwich, Califórnia. É uma pequena aldeia idílica, curiosamente escondida em algum lugar perto da costa e longe das preocupações da vida na cidade grande.

Um dia, uma força misteriosa permeia através da cidade, deixando todos inconscientes por horas em um momento (levando a algumas mortes acidentais, incluindo um acidente desagradável durante um churrasco). Todo mundo acorda ao mesmo tempo, tonto e confuso, e não é que dez mulheres tornaram-se grávidas ao mesmo tempo.

Nove meses depois, todas as mulheres dão à luz na mesma noite, com a exceção de uma, que gera um natimorto. Os outros bebês são perfeitamente saudáveis. Eles crescem a um ritmo acelerado e rapidamente avançam em inteligência antes de se tornar hostis em relação à cidade.


Eu me considero uma grande fã de Carpenter. Ainda é bastante claro que este não é um dos melhores da Carpenter; no entanto, não é um filme completamente pobre, e é realmente muito eficaz e assustador às vezes.


Como um remake (ou, na verdade, uma re-adaptação), é sólida porque permanece fiel ao enredo do original, mas acrescenta suas próprias torções e idéias. Há uma cena no início, onde o governo desce sobre a cidade de uma maneira quase militante, e vemos a personagem de Alley falar com alguns funcionários do governo misteriosos em um quarto escuro. É assustador, e não estamos temos sequer a certeza se podemos confiar Alley.

Este filme também se diferencia do original com seu retrato austero de violência gráfica. Não é um filme com gore, mas a violência é bastante brutal às vezes e raramente é estilizada. As crianças forçam os adultos da cidade a fazer coisas dementes - eles saltam de penhascos, atirar-se, empalar-se, e alguns até mesmo se transformar em corpos carbonizados. As crianças em si são assustadoras em sua aparência - o uniforme, cabelos descoloridos, olhar combinado com os olhos brilhantes.

O elenco é uma reunião eclética, e não há muitos rostos familiares. Christopher Reeve (em seu último papel antes de seu trágico acidente) é uma liderança sólida. A sub-trama envolvendo ele e uma das crianças (Thomas Dekker) é bem feita por causa da vulnerabilidade de Reeve lá. O resto das personagens parece que está lá para amplificar a contagem de corpos. É divertido ver Mark Hamill como o padre da cidade, embora seja um pouco assustador quando ele empunha uma arma e tem como alvo uma das crianças.


Ainda assim, há algo um pouco errado com o filme, e na maior parte começa com o roteiro, que é um pouco apressado demais, apesar do fato de que três escritores trabalharam nele. A personagem de Alley é especialmente um pouco de misteriosa, já que nunca descobrimos exatamente por que ela está a par de tanta informação do governo. A relação entre Reeve e o caráter de Dekker não são explorados com muita profundidade.

Se tivesse havido um script mais polido e mais convicção para explorar os temas do filme, a trama poderia ser melhor. Os efeitos especiais são um pouco limitados, mas Carpenter consegue criar alguns recursos visuais grotescas utilizando simples câmera O DVD que a Universal lançou ainda é decente. É ótimo ver Reeve em ação, e as crianças pequenas demoníacas muitas vezes fornecem um pontapé de entretenimento, mas há uma valiosa peça do quebra-cabeça faltando a partir deste projeto.




#Compartilhar

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Traduzido Por: Mais Template - Designed Seo Blogger Templates