quarta-feira, 3 de agosto de 2016

EFEITO BORBOLETA

EFEITO BORBOLETA





A viagem no tempo tem sido usada em demasia nos filmes de ficção científica. É raro encontrar um filme de ficção científica que não envolve viagens no tempo. Se você viu os trailers de Efeito borboleta (The Butterfly Effect), então você provavelmente estava esperando mais do mesmo. Efeito borboleta é inteligente e bem trabalhado. Um filme brutal sobre as perturbações da viagem no tempo.
Ashton Kutcher interpreta Evan Treborn. Efeito Borboleta é um raro deleite de viagem no tempo, mas Kutcher é muito bom nele. Como uma criança, Evan sofre apagões durante períodos de estresse extremo. Assim, um psicólogo recomenda que ele comece a manter um diário detalhado de sua vida, para ajudar o menino a lidar com sua perda de memória inexplicável. Anos mais tarde, Evan começa a reler seus diários com a esperança de dispersar essas memórias antigas que permaneceram ocultas dentro dele. Ele descobre que ao fazê-lo, pode viajar através do tempo para pontos focais em sua vida, e, potencialmente, alterá-los.

No começo, ele vai voltar apenas para tentar descobrir os buracos em sua vida. Mas sua missão de confrontar o passado leva ao suicídio de uma velha amiga, e logo ele tenta mudar coisas no seu passado, na tentativa de tornar as coisas melhores para todos. Os resultados nunca são o que ele espera. Evan e seus amigos repetidamente acabam em realidades alteradas em que algo saiu errado.

Eu suspeito que muitos de vocês pararam de ler depois do primeiro parágrafo, quando deu a entender que Efeito borboleta pode ser bom. Para aqueles que ainda estão aqui, eu suspeito que eu estou lutando a mesma batalha difícil com você da mesma maneira que este filme lutou e perdeu perante os críticos. As pessoas estão prontas a desprezá-lo e eu não tenho certeza do que eu posso dizer para mudar isso. Mas sem estragar o enredo, é difícil de obter através do que uma tomada original um filme do gênero viagem no tempo. Não é um filme de grande orçamento focado em efeitos especiais, mas um filme que conta uma história em que você fica envolvido com as próprias personagens brutalizadas. A atuação de Ashton Kutcher é excelente. O que você esperaria de um garoto de faculdade lutando para lidar com um mundo virado ao contrário de sua própria invenção.

Amy Smart realmente parece tirar o máximo proveito das grandes mudanças que ocorrem em sua personagem, como Evan muda as coisas de uma realidade para outra. Sua personagem como uma prostituta até me impressionou. Mas ela pula com a mesma facilidade para o papel de uma menina de fraternidade, uma garçonete, e tudo o que o escritor/ diretores Eric Bress e J. Mackye Gruber podem jogar com ela.

Eu adoro quando críticos falam de viajar no tempo como algum fato científico com as leis físicas que lhe são aplicáveis. Alterar a história é um conceito confuso e complicado para começar. Apresentar uma história de uma forma inteligente e razoável é tudo que importa. Efeito Borboleta conecta todos os pontos para fazer funcionar o filme, sem ficar atolado na tentativa de explicar algo que ninguém realmente entende de qualquer maneira. Ele faz isso enquanto ainda consegue levantar algumas das possibilidades cintilantes.

O filme não tem medo de mostrar cenas perturbadoras de abuso sexual, assassinato e abuso de animais. Não é gratuito, mas é difícil. Efeito Borboleta é um filme de baixo orçamento que provavelmente nunca vai ter o respeito que merece. Ele usa a história negra de sua personagem como um ponto de partida para construir uma vida inteira e faz um trabalho fantástico de mostrar como pequenas mudanças podem ter consequências repugnantes para si e para os outros. Efeito borboleta é uma ótima opinião sobre viagem no tempo em uma era onde há uma enxurrada de tais filmes desse gênero.

#Compartilhar

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Traduzido Por: Mais Template - Designed Seo Blogger Templates