quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Livro O símbolo perdido de Dan Brown- trama e mistério em torno dos maçons

Livro O símbolo perdido de Dan Brown- trama e mistério em torno dos maçons







Autor: Dan Brown



Editora: Sextante



Páginas: 443



Lançamento: 2009





O novo quebra-cabeças de Dan Brown é ainda mais assustador.



Não é tanto as maquinações bárbaras de um vilão.



Não, a coisa terrível sobre "O Símbolo Perdido" é a trama que gira em torno de outro poderoso inimigo: os maçons.



Como o clube de elite tem conspirado para moldar a capital da nação e da civilização ocidental desde que George Washington lançou a pedra fundamental para a construção do Capitólio em um ritual maçônico.



Se os maçons são mais intimidantes do que o Vaticano, então tudo o que posso dizer é, que Deus nos ajude.



Durante os cinco anos ele pesquisou tanto para escrever este livro, que Brown começar a acreditar nessas histórias sensacionais sobre como se você expor os segredos dos maçons, eles vão cortar sua garganta.



Ele descobriu que os maçons não são apenas um bando de caras velhos vestidos em trajes engraçados que desfrutam de uma noite longe das esposas? Eles poderiam realmente ser conspiradores ligados a uma promessa que é se infiltrar nas instituições de todo o mundo?



Será que Brown decifrou os documentos crípticos trancados em um cofre na C.I.A. - Fundada por Harry Truman! - E descobriu que alguns desses contos selvagens eram verdadeiros? Que Jack, o Estripador era um maçon cuja identidade foi encoberta pelo comissário de polícia maçônica?



Eu estava realmente ansiosa por esse livro de Brown sobre poder místico de Washington, portais antigos, passagens secretas e mundos de sombra.





Trecho do livro o símbolo perdido:





O segredo é saber como morrer.



Desde o início dos tempos, o segredo sempre foi saber como morrer.



O iniciado de 34 anos baixou os olhos para o crânio humano que segurava com as duas mãos. O crânio era oco feito uma tigela e estava cheio de vinho cor de sangue. Beba, disse ele a si mesmo. Você não tem nada a temer.



Como rezava a tradição, ele havia começado aquela jornada vestido com os trajes ritualísticos de um herege medieval a caminho da forca, com a camisa frouxa deixando entrever o peito pálido, a perna esquerda da calça arregaçada até o joelho e a manga direita enrolada até o cotovelo. De seu pescoço pendia um pesado nó feito de corda - uma "atadura", como diziam os irmãos. Nessa noite, porém, assim como os companheiros que assistiam à cerimônia, ele estava vestido de mestre.



O grupo que o rodeava estava todo paramentado com aventais de pele de cordeiro, faixas na cintura e luvas brancas. Em volta do pescoço usavam joias cerimoniais que cintilavam à luz mortiça como olhos espectrais. Muitos daqueles homens ocupavam cargos de poder lá fora, mas o iniciado sabia que suas posições mundanas nada significavam entre aquelas paredes.



Ali todos eram iguais, irmãos unidos pelo juramento compartilhando um elo místico. Correndo os olhos pelo impressionante grupo, o iniciado se perguntou quem, no mundo exterior, seria capaz de acreditar que todos aqueles homens pudessem se reunir em um mesmo lugar... Principalmente naquele lugar. O recinto parecia um santuário sagrado do mundo antigo.



A verdade, porém, era ainda mais estranha.



Estou a poucos quarteirões da Casa Branca.












SITES PARA COMPRA DO LIVRO





LOJA PONTO FRIO

FNAC
EXTRA
livraria cultura

CULTURA

#Compartilhar
Traduzido Por: Mais Template - Designed Seo Blogger Templates